Avenida José Munia - 7301

JD. Vivendas

São José do Rio Preto-SP

contato@incorriopreto.com.br
Tel: (17) 2139 8300 - (17) 3512 4300

  • Wix Facebook page
  • Soundcloud Classic
  • YouTube Classic
  • Wix Twitter page
  • Wix Google+ page

Incor Rio Preto 

Todos os direitos reservados

Copyright© 2019

SAÚDE E BEM-ESTAR

Alimentação Saudável Como Promoção de Saúde Cardiovascular.

11 Outubro 2013 - Fonte: Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

Drª Jane L. M. Lesse

(Nutricionista)

  1. Dieta do Mediterrâneo.

Em Meados do Século Passado, os norte-americanos foram avaliados através de um estudo clássico “seven countries study” na hipótese de que o crescente aumento na frequência dos ataques cardíacos e acidente vascular encefálico estariam relacionados ao padrão da duta e ao novo estilo de vida. Observaram que a população da Ilha de Creta tinha uma elevada ingestão de gorduras e apresentava grande longevidade, com baixa frequência de doenças cardíacas e câncer. Essa população se diferenciava das demais estudadas por abundancia na ingestão de frutas, vegetais, legumes, cereais, nozes, amêndoas e avelãs, azeite de oliva extra virgem, peixes e aves que eram consumidos com moderação e pequeno consumo de carne vermelha, e um moderado consumo de vinho durante as refeições. Esse padrão alimentar foi denominado então de “Dieta do Mediterrâneo”.

 

  1. Dieta DASH.

 

Em outro estudo em 1997, pesquisadores norte-americanos padronizaram uma dieta rica em frutas, vegetais, laticínios com baixo teor de gordura e baixa quantidade de gordura saturada, para analisar a redução do nível da pressão arterial. Essa dieta foi chamada de DASH e observaram que ela foi capaz de reduzir a PA sistólica em 5 mmhg e pressão diastólica em 3 mmhg. Em relação ao grupo controle, quando associada à restrição de cloreto de sódio (3g), a dieta DASH demonstrou-se eficaz novamente na redução da pressão arterial.

A atual diretriz Brasileira de Hipertensão Arterial traz a dieta DASH como grau de recomendação 1, nível de evidencia A, para controle pressórico.

 

  1. Dieta “Mais Saudável”, estudo INTERHEART.

 

O estudo INTERHEART propôs a avaliar os fatores riscos para doenças cardio vasculares dentre eles o padrão dietético em um grande estudo internacional caso-controle.

A dieta “Saudável” foi definida como maior aderência as recomendações dietéticas com elevado consumo de frutas, vegetais, cereais, nozes e similares, e alta ingestão de peixe em relação à da carne vermelha e ovos.

Concluíram que a “Dieta não Saudável” estava associada a um aumento de aproximadamente 30% de infarto agudo de miocárdio (IAM). Sugerindo também, que o aumento na ingestão de frutas, vegetais e diminuição na ingestão de alimentos fritos, reduz o risco de IAM em todas as regiões do planeta.

Please reload